sábado, 10 de novembro de 2012

58º FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE - DIFERENÇAS QUE AFASTAM!!



58ª FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE


       


Visitando a 58ª Feira do Livro de Porto Alegre, mas com olhos críticos, constatei que fora a diferença em proporção, há uma diferença de concepção entre as feiras do livro de Canoas e Porto Alegre.

Porto Alegre se notabiliza por ser “A capital de todos os gaúchos” e se orgulha por este título, por sua vez  “Canoas é a Querência dos gaúchos de todos os rincões”, e não tem o maior interesse neste quesito. E também não tem interesse na literatura regional,e não há fomento para este estilo literário. Enquanto Porto Alegre inova levando patronos como Paixão Cortes, Luis Coronel para sua feira. Canoas?

Enfim, a Feira do Livro de Porto Alegre se justifica por ela própria em suas cinqüenta e oito edições. Tive o prazer de andar por todos os corredores e estandes e encontrei mais de vinte estandes das mais conceituadas editoras e livrarias expondo a literatura regional, em contra ponto fiz o mesmo levantamento na  28º Feira do Livro de Canoas, onde encontrei apenas duas bancas expondo livros de literatura regional, uma era a da Corag (Companhia Rio-grandense de Artes Gráficas), e da Casa do Poeta de Canoas, pouco talvez?


Encontramos em Porto Alegre o IGTF (Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore), num galpão rústico, estreitando os laços entre o Folclore e o Erudito e também firmando e demarcando o regionalismo na feira do livro de Porto Alegre.

Talves seja ai o ponto mais elucidativo da 58º Feira do Livro de Porto Alegre, quando o Banrisul declara em letras garrafais: “A gente adora ler os gaúchos” (ver foto), isto me remete muito a fazer uma reflexão na obra do escritor Ciro Dutra Martins, autor da trilogia do gaúcho a pé:


“Quero salientar que nunca quis contribuir com a ampliação da mentira do monarca das coxilhas, nunca tratei o gaúcho como personagem em estilo ufanista. Pelo contrario, procurei ser realista para poder ser útil de alguma maneira”.

 (Ciro Dutra Martins)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TCHÊ, DEIXE UM COMENTÁRIO PARA MINHA QUERÊNCIA